Você está aqui  >  Institucional  >  Dicionário Financeiro
Dicionário Financeiro

Taxa de rentabilidade

É o retorno de um investimento. Para uma empresa, serão os proveitos líquidos expressos em percentagem da média de capital empregue. 

Taxa interna de rentabilidade (TIR)

Mediação da rentabilidade que tem em conta tanto a magnitude como o momento dos fluxos de tesouraria. A fórmula é idêntica na sua estrutura à utilizada para medir o rendimento de uma Obrigação no seu vencimento.

Tipo de juros

O custo, geralmente anual, pago por um prestatário a uma prestamista durante um período de tempo. Tenta compensar o prestamista pelas perdas da utilização imediata do dinheiro, pela erosão inflacionista do seu poder de compra durante a vida do empréstimo e pelo risco inerente ao empréstimo.

Títulos de tesouro

Título de Dívida do Governo, negociado nos mercados de capitais. Estes títulos, também são denominados de Dívida do Tesouro, são emitidos com um cupão fixo.

Top-down

Sistema de análise que parte do geral para o particular ou de cima para baixo na altura de seleccionar os activos que compõem uma carteira.

Unit-linked

É um seguro cujos prémios matemáticos (activos) são investidos em fundos de investimento. Entre as vantagens que oferece a um investidor destaca-se a possibilidade de mudar a composição da sua carteira, o que confere a este tipo de seguros uma grande versatilidade e flexibilidade face a outros produtos.

Valor liquidativo do fundo

O valor da participação de um fundo. É calculado dividindo o valor dos activos pelo número de participações existente. Em inglês denomina-se de Net Asset Value (NAV). 

Volatilidade

A volatilidade descreve o grau com que muda um valor, como o preço de uma opção ou o tipo de juro, durante um determinado período de tempo. Uma volatilidade alta significa que o valor muda dramaticamente, normalmente devido a incertezas no mercado. Os agentes obtêm proveitos dos mercados voláteis, porque oferecem muitas oportunidades de gerar benefícios. Uma baixa volatilidade significa que as mudanças nos valores são mínimas. Os investidores profissionais tendem a aproveitar-se da baixa volatilidade, porque são mais capazes de assegurar rentabilidades estáveis.

Warrant

Tipo de instrumento financeiro associado a um título, que tem vida e valor distintos. Este instrumento permite ao investidor comprar acções a um preço fixo durante um período de tempo (anos) ou perpetuamente. O preço das acções é normalmente mais alto que o preço de mercado no momento da emissão. É livremente transferível e pode ser negociado separadamente.