Colaboradores aderem a Campanha de Doação de Sangue

 

Realizou-se sábado último (17.11) a “Campanha de Doação de Sangue” no Instituto Nacional de Sangue localizado nas instalações do Hospital Josina Machel-Maria Pia. A mesma contou com a participação de 45 colaboradores que aderiram em massa a este acto nobre de salvar vidas.

Os colaboradores participantes em unanimidade louvaram a iniciativa do banco na realização desta Campanha, para Délcio Ribeiro, Tesoureiro colocado na DCA esta actividadeÉ um acto maravilhoso de ajuda ao próximo. Participar do mesmo tem para mim um significado misto, amar e dar valor a minha e a vida de outras pessoas”.

Em resposta ao significado que este acto tem para si, Lucilene Cândido, Técnica de Cartões da Direcção da Banca Eletrónica disse “ É muito benéfico, para mim doar sangue é salvar vidas”.

Em nome da Organização a Directora da DRH, Oldemira Airosa, fez um balanço positivo da Campanha “O balanço a nível de Luanda é positivo, 45 colegas aderiram e houve até alguns que fizeram-se acompanhar de familiares que também doaram. O apelo foi feito a nível nacional e neste momento aguardamos informações de outras províncias”

Questionada sobre como surge a iniciativa para esta Campanha a Directora Oldemira Airosa informou que “esta iniciativa surgiu como resposta a um apelo feito pelo Instituto Nacional de Sangue no ano de 2012 e também por algumas situações de doenças graves no seio dos trabalhadores do Banco em que houve necessidade de se doar sangue para os colegas. Nessa altura percebemos o quão importante é doar sangue e que apenas uma doação pode salvar várias vidas, o BCI agradece a todos os colegas que se disponibilizaram em doar um pouco das respectivas vidas para salvar outras vidas. Bem haja a todos”, finalizou.

Durante a sua intervenção Ana Maria Bandeira, Chefe de Departamento de Colheita do Instituto Nacional de Sangue louvou a iniciativa do BCI em realizar mais uma vez esta campanha de doação de sangue pelo facto de "serem imensas as carências de sangue nas unidades sanitárias, onde 99% dos doadores, são familiares dos doentes, que doam em circunstâncias de emergência. O centro precisa cada vez de acções do género, apelo a sociedade a seguir este exemplo ajudando-nos a salvar vidas”.

Acompanhe a reportagem fotográfica.